segunda-feira, 23 de maio de 2011

Mendáculo


peguei na net a imagem de uma xícara, dupliquei, fiz efeitos e ficou assim

Lá fora, a chuva fina banhava as calçadas. Dentro da cafeteria, o casal conversava num tom pouco cordial. As feições de ambos demonstravam desconforto. Os olhos dele analisando cada expressão da bela jovem sentada à sua frente. Dois anos juntos. O flagrante. A surpresa da deslealdade. Enganara-se, mais uma vez. 


Uma iminência sinistra apossou-se dele, ao perceber a mancha alastrando-se diante de seus olhos. Inutilmente ela tentava fazer parecer o que sabidamente não era. Quanto mais explicações dava, mais a nódoa se espalhava. Conhecia as mulheres. Sabia que se não a deixasse falar até o fim, aquele fim nunca teria fim. 


Suportou quarenta longos minutos de palavras vazias que já não lhe diziam coisa alguma. A mancha agora cobria tudo, inclusive a alvura da fina toalha de linho. Engulhos revoltosos ameaçavam vir à tona. E no momento em que ela descaradamente lhe pediu perdão, ele não resistiu mais e vomitou. Lançou sobre ela, sobre a mesa, sobre suas ilusões, sobre seu tempo perdido, toda a náusea de sua inconformidade e foi embora, sem olhar para trás.
*  *  *
Vomitada e perigosa, levantou-se, enfurecida e fétida. Em sua roupa, o odor da incompreensão daquele com quem um dia compartilhara salivas, toalhas, roncos, chulés e seus pensamentos mais íntimos.
Ganhou a rua. A chuva lavou suas vestes das golfadas violentas de antes. Aquele ultraje seria devolvido. Sim! Pensaria em algo bem sórdido para revidar a maneira nojenta como fora tratada. Todos merecem perdão. Afinal, ter um caso com o irmão dele foi um acontecimento que aconteceu, sem ela querer que acontecesse.         
Naquela noite, não conseguiu dormir. A imagem tormentosamente ricocheteava em sua mente. Aquele cheiro de vômito nunca mais sairia dela. Lembrou-se do filme "Carrie, a Estranha", na cena em que o balde de sangue lhe cobriu o corpo.
Ahh, sua vingança seria pior, bem pior!
*  *  *
O refluxo ofensivo e insultuoso emergia a todo instante. O sangue nem corria mais nas veias, pululava tresloucado. Antevendo uma revanche melodramática e por isso mesmo malograda, recolheu-se por alguns dias. Não queria agir movida pela emoção. Seria impiedosamente implacável em sua vingança. A semente da desforra germinava em sua mente, doidivanamente, crescendo mais e mais a cada minuto. 
Planejou durante dois meses, com esmero e cuidado, as armas que usaria em seu fatídico ato final. Depois do que pretendia fazer, ele nunca mais lançaria seu hálito sobre ela, nem sobre inofensivas toalhas e porcelanas finas. Tampouco sentiria novamente o bafo de quem quer que fosse.
Tudo preparado. Pegou a sacola e saiu em direção ao prédio onde ele trabalhava.
Nervosa, chegou cedo. Aproveitou para olhar as promoções das lojas. Pelo reflexo do vidro, cuidava as pessoas do outro lado da rua. Logo o veria. Conhecia bem os hábitos dele. Enquanto isso, os vestidos e calçados a distrairiam. Vitrines.... ele odiava vitrines. Odiava esperar por ela. Pensava nisso, quando o viu. Alinhado e elegante, como de costume. E acompanhado! O quê?? Abraçado com... não, não podia ser! O que a irmã dela está fazendo com ele?


Diante de tamanho abalo, suas mãos tremem e a  sacola não resiste, desabando de encontro ao chão.
Nauseada até o último fio de cabelo, escorou-se no canto da loja e vomitou sobre o vidro, sobre a própria roupa, sobre a sacola, sobre alguns passantes, que nada tinham a ver com a vingança malograda, expelindo a raiva, a frustração e todo o café da manhã.
Do outro lado da rua, o casal troca carinhos e afagos.

Disfarçadamente, de esguelha, ele avista a mulher se estrebuchando contra a vitrine, sorri e segue em frente, sem olhar para trás.

« FIM »  
 

22 comentários:

  1. Há coisas que nos metem muito nojo mesmo! Essa é uma delas! Existe pior traição do que alguém ser-nos infiel com a nossa própria irmã?! Credo, fico horrorizada só de pensar!

    Post que nos leva a refletir.

    Bjs

    ResponderExcluir
  2. olá amiga Rosa fiquei tão feliz com tua resposta que fui testar o que disse, de primeira deu, mas não deu nas outras estou testando em todos os meus blogs e nada :-( assim mesmo valeu amiga. Um beijo enorme no coração!

    ResponderExcluir
  3. Querida Amiga.

    No final, ambos vingados, pois o mesmo asco que ele sentiu dela, ela, sem nada forçar, se viu sentindo dele. Ou seja...nada ela perdeu, afinal, nada teve. Existe coisa pior que causar asco em alguém? A frustração é terrível. Se alguém procura fora da relação outro alguém que a complete, sinal que algo está faltando, está errado ou não corresponde aos anseios desejados. Talvez descuido, ou desamor mesmo, mascarado de prazer em possuir e nada mais.
    Quando se sente completo, não se tem necessidade de procura externa, pois já tem tudo dentro da relação. E isso é o mais difícil de se encontrar, razão pela qual existe tantos problemas de relacionamento.

    Descrição perfeita de sentires, neste teu poema tão real nos dias de hoje.

    Que tua semana seja carregada de êxito e harmonia.

    Beijos.

    Teresa Augusto Shanor
    www.alegriadeviver.net

    ResponderExcluir
  4. Que puta habilidade para narrar. Maravilhoso.

    ResponderExcluir
  5. Oi Rosa,conheci uma amiga que ´seu esposo traiu com a cunhada...agora pela irmâ,dá nauseas....parabéns pelo texto....Boa semana para você tbém....beijos

    ResponderExcluir
  6. Oi Rosa.

    Adorei a parte de compartilhar chulé... :-)

    Ciúme, traição e vingança, um trio impecável e com salpicos de incesto. Bem criativo!

    Querida Rosa, obrigada pelo carinho no seu comentário. Foi muito importante!


    ÓTIMA SEMANA!



    ♥.·:*¨¨*:·.♥ Beijos mil! :-) ♥.·:*¨¨*:·.♥




    http://brincandocomarte.blogspot.com/

    ___________________________________

    ResponderExcluir
  7. Oi Rosa,

    Conto perfeito, como sempre...devoro as palavras pq sei q o desfecho vai ser surpreendente..traição é um ato q sempre causa mal aos dois e a vingança é a pior das atitudes.

    beijos e ótima noite...Mariz

    ResponderExcluir
  8. Com a ajuda dos amigos que votaram em mim
    consegui chegar a final do pena de ouro com
    o meu poema "lembranças" E mais uma vez
    preciso do seu voto com comentário para
    receber a tão sonhada PENA DE OURO,
    a votação vai do dia 26 até o dia 28 de maio,
    e no dia 29 será anunciado o (a) vencedor (a)
    Já pensou ganhar este presente de aniversário?
    Posso contar com você?O link direto
    pra página de votação está no meu blog.
    Passa lá e se achar que mereço me da esta
    força.Beijos

    ResponderExcluir
  9. Um conto fabuloso, Rosa!
    Esta é a lei da semeadura...Ela só colheu o que plantou...

    Beijão, querida!

    ResponderExcluir
  10. Oi Rosa.

    Agora sim você explicou tudo.
    Ou será que eu é que vi cabelo em ovo? :-)

    Mas me conta... o que você tinha planejado para ela fazer com os itens que ela carregava na sacola? É segredo? Vai usar em outro conto?

    BOA QUINTA!




    ♥.·:*¨¨*:·.♥ Beijos mil! :-) ♥.·:*¨¨*:·.♥



    http://brincandocomarte.blogspot.com/

    ___________________________________

    ResponderExcluir
  11. Boa noite minha linda Rosa!!!!Seus contos sempre nos surpreendendo.Traição é a pior coisa que se pode acontecer em um relacionamento.O pior jeito de se machucar é pela traição infelizmente isso ocorre muito nos dias de hoje com muito mais pessoas machucadas por causa disso.Imagino uma traição por sua prorpia irmã piora muito mais a situação.
    Beijos com carinho!!!

    ResponderExcluir
  12. Olá Rosa querida! Mais uma vez me encanto com seu texto, desta vez até tirei o som da tv (estava assistindo a novela) para ver que tipo de vingança esta doidinha teria em mente!! E afinal de contas não fiquei sabendo o que teria no tal saco plástico!! hi hi amei, suspense e humor, existe melhor literatura? Bjão querida amiga!

    ResponderExcluir
  13. OI AMIGA TUDO BEM PASSEI PRA TE DESEJAR UM BOM DIA E DIZER QUE ESTOU COM DOIS BLOGS NOVINHOS SAIDO DO FORNO..TE OF.OS MEUS MIMOS DOS DOIS BLOGS:http://isabelslife.zip.net
    http://beijossecreto.zip.net
    Tenha um excelente DIA!!!APAREÇA, VIU...

    ResponderExcluir
  14. Olá Rosa! Cruel, muito cruel este seu conto. Mas quem disse que a vida não é cruel? Ele é verossímil. A vida é nua e crua e a ficção imita a vida como um fiel espelho mostrando fotos coloridas como também retratos em branco e preto dependendo do caso. Mesmo sendo cruel tem seus momentos de humor. O compartilhar de uma vida a dois, com seus prós e contras, o que é bom e o que não é e sem querer rimar, dividindo até o chulé. Li e reli. mas para a minha curiosidade faltou o melhor da festa. Afinal o que continha a sacolinha tão bem preparada para a vingança? Penso...Repenso...e não consigo imaginar o que seja.Nem mesmo a palavra título do conto, que por sinal enriqueceu meu vocabulário me deu uma pista. Amiga seu conto não termina com a leitura, ele prossegue na imaginação, vai sendo ruminado pela curiosidade e pelo suspense de saber que diabo havia naquela misteriosa sacola. Parabéns pelo texto menina. Saudações Poéticas - Mario Neves

    ResponderExcluir
  15. Amiga linda passando para te dar um oi,diante do comentário do nosso nobre Mário Neves que mais devo comentar?.Mas direi assim, o ser humano(nem todos)não acita dar o rosto a tapas,deixar por isto mesmo,resolver situações sem a vigança.Mas a gente não sabe qual reação terá diante de uma traição,pode até não te-la no ato,mas após fica ruminando e acaba arquitetando uma vigança.Bem no popular:dizem que chumbo trocado não doi.
    Amiga vc e seus textos,fas a gente sacudir para a realidade, pois ela é dura e cruel(não querendo copiar Mário Neves).
    E lá no Ostra da Poesia estamos na fase final,que vença o melhor e a poesia que mais tocar aos amigos e visitantes.
    Fica na paz amiga.
    Bjos.

    ResponderExcluir
  16. Amiga voltei,olha,olha eu estou emocionada por de mais, com tuas palavras de carinho e apoio.E te conto aqui como participei do Ostra.Recebi o convite da Lady Sereia,pensei e aceitei esta é a segunda vez que participo.Não sou poetisa e nem escritora,apenas uma admiradora da arte.Mas coloquei o que trago no coração,esta poesia fis lembrando do meu grande amor pai dos meus filhos,que em abril fes 3 anos que faleceu.Como na primeira poesia que participei.Só lembranças amiga,e sinto falta e muitas saudades de quem amei,e ainda o amo,um dia a gente se encontra.E tem outro fator minha saúde,ocupo minha mente com coisas úteis e saudaveis o pc,e meus amigos virtuais tem me ajudado muito.Sou cardiaca,tenho problemas sérios na coluna,Tomo remédios fortes,no pc reativa meu cérebro não me deixando dar branco,pois de vez enquando eu tenho.
    Assim que passar esta correria te farei uma surpresa, assim como sera para muitos amigos de verdade.
    Mais uma vez obrigada amiga.

    ResponderExcluir
  17. olá minha querida. Vim te comunicar que seu voto foi computado com sucesso na final do 4º Pena de Ouro. Agradeço com muita alegria a sua participação no evento e te espero domingo, dia 29 no Ostra da Poesia, quando será entregue o prêmio ao vencedor. Beijos no coração!

    ResponderExcluir
  18. DOLADINHA .VIM CONVIDAR VC E FAMILIA PARA O CHÁZINHO EM COMEMORAÇÃO DOS NIVER DAS MIGUXINHAS ...SAMARA E CACAU NO MEU CAFOFO ..Ñ PERCA... TEM CHÁZINHO ..SUCOS...BROA...PÃOZINHO DOCE .QUEIJOS E FRIOS HUMMMMM BOM D+++ KKKK ...E TB PEDIR O SEU VOTINHO NO DIA 29/05..LÁ NO COPA BLOG..DO AMIGO DADO!!!
    É SÓ CLICAR NO MEU NOMINHO E PIMBA O SEU VOTINHO TÁ CONFIRMADINHO OK!!!.BRIGADUUU DOLU VC ...BEIJUS OTIMO FDS ...AQUI FRIO PACAS KKKKKKKKK

    ResponderExcluir
  19. Bom dia flor!!! Quanto tempo querida!!! Vom conhecer a nova cara do seu canrtinho e é um mimo adorei, muito armonioso parabéns! eu ando bem ausentem as por causa da faculdade, porém não esqueci das amigas, procurarei vir masi frequentemente no seu fofo cantinho, obrigada pela linda lembrança e pela visita, tenha um find maravilindo!!! Bjus de paz, luz e amor

    ResponderExcluir
  20. Minha querida amiga, como está? Nossa cada dia mais inspirada. Hummm como deve ser triste ser trocada pela irmã. Aí não tem perdão!
    Rosa nem preciso dizer nada não é? Sou sua fã. rsrsrs
    Bem querida, vim também lhe convidar para tomar um cafezinho comigo lá no Recanto. Tem bolinho de fubá com rapadura, viu? rsrsrs
    Bom fim de semana com muitas alegrias.
    Beijoka enorme

    ResponderExcluir